Como vou agir e responder doravante.

Conversando com um colega médico, cuja esposa está fazendo pré natal comigo, sobre onde ela deveria ter seu bebê!
Falei para ele o que me faria escolher o local se meu filho fosse.
Primeiro temos que lembrar da classificação das cirurgias quanto ao potencial risco de infeção:

  1. Operações Limpas: São aquelas realizadas em tecidos estéreis ou passíveis de descontaminação, na ausência de processo infeccioso e inflamatório local ou falhas técnicas grosseiras, cirurgias eletivas e traumáticas com cicatrização de primeira intenção e sem drenagem. Cirurgias em que não ocorrem penetrações nos tratos digestivo, respiratório ou urinário.
  2. Operações Potencialmente Contaminadas: São aquelas realizadas em tecidos colonizados por flora microbiana pouco numerosa ou em tecidos de difícil descontaminação, na ausência de processo infeccioso e inflamatório e com falhas técnicas discretas no transoperatório. Cirurgias limpas com drenagem, se enquadram nesta categoria. Ocorre penetração nos tratos digestivo, respiratório ou urinário sem contaminação significativa.
  3. Operações Contaminadas: São aquelas realizadas em tecidos traumatizados recentemente e abertos, colonizados por flora bacteriana abundante, cuja descontaminação seja difícil ou impossível, bem como todas aquelas em que tenham ocorrida falhas técnicas grosseiras, na ausência de supuração local. Presença de inflamação aguda na incisão e cicatrização de segunda intenção, grande contaminação a partir do tubo digestivo. Obstrução biliar ou urinária.
  4. Operações Infectadas: São todas as intervenções cirúrgicas realizadas em qualquer tecido ou órgão, em presença de processo infeccioso (supuração local), tecido necrótico, corpos estranhos e feridas de origem suja.
    Lembrado este detalhe eu falei que para tentar um parto normal o Hospital deveria ter um acolhimento onde a paciente é recebida e não fica em contato com pacientes de outro sexo e nem sob os olhares das pessoas alheias ao seu trabalho de parto.
    Uma sala de exame obstétrico. Onde a paciente será confortavelmente avaliada e diagnosticada se a mesma está em trabalho de parto.
    Dependendo do estágio em que ela de encontra, deverá seguir para um apartamento ou para o pré parto. Local este com recursos técnicos para verificar os batimentos cardiofetais, avaliação da pressão e demais sinais vitais, com aparelhos para melhorar o conforto durante as contrações, e o respeito a privacidade evitando colocar em local apenas separado por biombo onde ao lado pode estar um paciente masculino recebendo medicação por exemplo.
    Este pré parto deve obrigatoriamente ter contato com o centro cirúrgico pois nos casos de analgesia a parturiente receberá um cateter peridural e terá suas dores aliviadas em quase totalidade. Levando em consideração que um trabalho de parto pode até durar 12 horas ou mais, este local deve possuir várias salas para poder alojar inúmeras pacientes em trabalho de parto.
    Lógico que uma excelente UTI Neonatal pois nem sempre o parto se dá no termo, e prematuros necessitam de cuidados intensivos e também algumas patologia congênitas são imediatamente internadas na UTI Neonatal.
    Agora a parte delicada, e que eles não gostaram muito. Tem que ter uma equipe de Médicos Obstetras de plantão por 24 horas pois nem sempre o obstetra da paciente está disponível. E nesta hipótese o colega de plantão conduzirá com habilidade o tão sonhado parto.
    Notei que o colega ficou atônito. E eu tive que perguntar, se ele ficava 24/7 a disposição dos pacientes dele. Ele disse claro que não, eu tenho família e direito a descanso. E eu falei, se um paciente sofrer uma lesão e te ligue para que você atenda? Ele disse, bem, dependendo de algumas coisas eu poderei ir ou não, mas mandarei para o serviço onde eu trabalho e eles farão o atendimento.
    Pronto, este pequeno texto servirá de norte a todas minhas dúvidas e futuras indagações.